Doação medula óssea
Doação medula óssea

Para marcar a data de humanização e apoio ao transplante de medula óssea no estado, a Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba) irá promover, na próxima segunda feira (6), Dia Nacional do Doador de Medula Óssea, uma série de atividades, incluindo palestras de orientação e cadastros, no campus da Universidade Salvador (Unifacs), na Avenida Paralela. 

O objetivo da mobilização, incentivada pela coordenação dos cursos de biomedicina, medicina e alunos, é sensibilizar a comunidade acadêmica e soteropolitana na luta pela Campanha para Cadastro Voluntário de Medula Óssea. Na manhã desta quinta-feira (2), o médico especialista em hemoterapia e hematologia da Hemoba, Marinho Marques, realizou palestra sobre cadastro de medula óssea. Na próxima segunda, das 8 às 21h, será feito o cadastro dos interessados na doação.

Quem pode doar

Para ser um doador o voluntário precisa é preciso ter entre 18 e 55 anos incompletos, gozando de boa saúde, preencher um formulário com dados pessoais e realizar a coleta de uma amostra de sangue com 5ml para testes de compatibilidade.

Os dados pessoais e os resultados dos testes serão armazenados em um sistema informatizado que realiza o cruzamento com dados dos pacientes que estão necessitando de um transplante. Em caso de compatibilidade com um paciente, o doador é então chamado para exames complementares e realizar a doação. A retirada da medula é feita por meio de punções no osso da bacia e se recompõe em apenas 15 dias.

Fonte: Secom