Mais de 24 mil pessoas devem ser testadas para novo coronavírus nas escolas estaduais de Ilhéus e Itabuna

Date
Categoria
Saúde

Mais de 24 mil pessoas, entre estudantes, professores e funcionários de 32 unidades escolares da rede estadual de ensino em Ilhéus e Itabuna, no sul da Bahia, deverão ser testados para o novo coronavírus. A ação começou na segunda-feira (10) com professores e funcionários e, na terça (11), foi iniciada para os estudantes. O cronograma segue até o dia 21 de agosto, com atendimento das 8h às 17h.

Mesmo sem a definição da data de retomada do ano letivo, a testagem faz parte de uma série de protocolos adotados pela Secretaria da Educação do Estado para a tomada de decisões, já tendo sido realizada em Itajuípe, Ipiaú e Uruçuca, e continua em Jequié até o dia 14. A testagem segue um cronograma organizado em cada escola, com o agrupamento em ordem alfabética dos estudantes, com o objetivo de evitar aglomeração. Todo o procedimento é executado por profissionais das secretarias municipais de Saúde e obedece a rigorosos protocolos de segurança. 

A gestora do Núcleo Territorial de Educação de Itabuna (NTE 05), Leninha Vila Nova, destacou a importância do comparecimento da comunidade escolar às escolas para a realização do teste. “Esta ação é de extrema importância para todos nós, professores, funcionários e estudantes da rede, não somente para que possamos nos tranquilizar em casos negativos, como também para a adoção das medidas necessárias em casos positivos, para que todos possam se cuidar e, também, zelar por suas famílias. Por isso, fazemos um apelo para que as pessoas aproveitem esta oportunidade de acesso à testagem de forma gratuita e com toda a segurança”, afirmou.

A diretora do Colégio Modelo de Itabuna, Ednailza Aboboreira, ressaltou que está mobilizando a comunidade escolar para a testagem. “Esta é uma ação importante e acredito que vai ajudar a fazer um panorama do novo coronavírus na nossa comunidade escolar e, se for o caso, possibilitar o retorno das aulas presenciais de forma segura, além de estabelecer os protocolos de maneira mais eficaz”, disse. 

A vice-diretora Gisélia Cerqueira, do Colégio Estadual Paulo Américo, em Ilhéus, também comentou sobre este momento. "Esta testagem é fundamental para o planejamento do retorno das aulas e é importante que todos, estudantes, funcionários e professores atendam a este chamado".

Para o atendimento, as unidades escolares foram preparadas com a higienização do local e disponibilização de álcool em gel e pias com sabão para a lavagem das mãos, além da exigência do uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI). Os professores e demais pessoas a serem testadas deverão utilizar máscaras de proteção para o acesso aos locais. Ao entrar na escola, todos são direcionados para a higienização correta das mãos.

Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado