Mudança no papel dos gestores é debatida em evento do RH Bahia
Ultima Atualização: 20/07/2017 às 09:40:23
 Mudança no papel dos gestores é debatida em evento do RH Bahia

“Com o RH Bahia, nós gestores vamos ter que ser mais participativos: o dia a dia da gestão de pessoas vai sair do foco das áreas de RH e migrar para aqueles que efetivamente exercem o papel de líderes”. O recado foi dado na manhã de hoje (18.07) pelo superintendente de RH da Secretaria de Administração do Estado (Saeb) Adriano Tambone a uma plateia de cerca de 200 lideranças de todo o Estado presentes no encontro LideraRH Bahia: o novo papel dos gestores, realizado no auditório principal do Instituto Anísio Teixeira (IAT).

Primeiro de uma série de quatro encontros que devem mobilizar até 800 pessoas até esta quarta (19.07), o evento foi criado para preparar os gestores de negócio para a transição para o novo sistema, que está sendo implantado em 53 órgãos, autarquias e fundações do Estado por meio do projeto RH Bahia. De coordenadores a secretários, os líderes de equipe são considerados um dos maiores alvos da mudança operada pelo novo sistema, na medida em que passarão a assumir uma série de atribuições hoje a cargo das áreas de RH.

“O volume de trabalho pode aumentar, mas em uma atividade que é inerente ao nosso papel de gestores e que irá nos aproximar das nossas equipes: ao final, a mudança trará oportunidades positivas tanto para líderes como para liderados, com reflexos para a produtividade e a melhoria da qualidade da prestação de serviços público”, defendeu Tambone.

O pronunciamento do superintendente foi feito durante um bate-papo descontraído conduzido no palco por Angelita Passos, da Diretoria de Valorização e Desenvolvimento de Pessoas (DDE) da Saeb. Enquanto isso, na platéia, a coordenadora de Aprendizagem Organizacional da DDE Teca Ramos convocava os presentes a tirar dúvidas e a fazer questionamentos. Além disso, durante o evento os gestores também participaram de uma série de atividades conduzidas por Teca com o objetivo de promover a reflexão sobre as vantagens e desafios do novo sistema.

Iniciativa pioneira na administração pública nacional, o projeto RH Bahia consiste na implantação pelo governo do Estado do módulo Human Capital Management (HCM) do SAP, um software de gestão mundialmente conhecido. Em janeiro do ano passado, o sistema entrou em ambiente de produção em oito empresas públicas e sociedades de economia mista da Bahia, atingindo 3 mil empregados públicos. No momento, os esforços se concentram na segunda onda de implantação, que irá beneficiar mais de 200 mil servidores dos 417 municípios do Estado.

 

 

 

746 leituras