Encontro de Boas Práticas valoriza inovação dos servidores no poder público
Ultima Atualização: 05/07/2017 às 10:30:46
Encontro de Boas Práticas valoriza inovação dos servidores no poder público

A importância da inovação na gestão pública e o reconhecimento dos servidores como peças-chave para o desenvolvimento de ações de melhoria do ambiente de trabalho. São estas as lições aprendidas durante o primeiro Encontro de Boas Práticas, realizado na tarde desta terça-feira (4), no auditório da Secretaria da Educação (SEC). Com a presença de autoridades e, especialmente, de quarenta e dois servidores que receberam o Prêmio de Boas Práticas do Serviço Público, o encontro discutiu as melhores formas para desenvolver a inovação no setor e como criar redes para compartilhamento de experiências.

De acordo com o secretário da Administração, Edelvino Góes, o esforço inovativo dos servidores baianos é valoroso para o Estado. É através da identificação de uma lacuna, e do uso da criatividade para o desenvolvimento de soluções, que os servidores podem colaborar para uma melhor gestão pública. “Nosso objetivo é levar os premiados a compartilharem suas experiências com os gestores e demais colegas servidores, a fim de que novos projetos sejam desenvolvidos. Estes premiados são essenciais para a disseminação de boas práticas e para a inovação na gestão pública”, declarou.

Para o secretário, a demanda social por novas soluções e a renovação de boas idéias dentro do Poder Executivo baiano são imprescindíveis. A coordenadora geral de Inovação da Escola Nacional de Administração Pública (Enap), Andréa de Faria Andrade, concorda com a ideia. Em sua apresentação, a especialista falou a respeito do mundo hiperconectado, trazendo contribuições para ajudar a pensar a inovação dentro do serviço público, considerando o engajamento dos servidores, o diálogo com o cidadão e a redução de trâmites burocráticos.

Sobre o Encontro, Andréa foi enfática. “Eu entendo que eventos como este são lugares que propiciam uma rede de pessoas com idéias, que encontram no grupo um sentimento de identificação. É importante trabalhar este sentimento de pertencimento”.

Prêmio - Instituído pela Lei Estadual nº 10.848, de 3 de dezembro de 2007, o Boas Práticas tem como principal objetivo incentivar e valorizar práticas que contribuam para uma organização motivada. São premiadas ações inovadoras, com resultados reconhecidos e comprovados, visando a redução de custos e melhoria na qualidade dos serviços prestados à sociedade. Estas ações estarão disponíveis para acesso, na Rede Governo, com o novo Banco de Boas Práticas, a ser remodelado e entregue pela Superintendência de Gestão e Inovação da Secretaria da Administração (Saeb) em outubro deste ano.

O Boas Práticas acumula atualmente mais de 800 iniciativas inscritas em oito anos de premiação, 46 iniciativas delas na capital e outras 34 no interior, além de um índice de 81% de continuidade – ou seja, dos 80 projetos premiados, 65 continuam ativos. Um destes programas é o Projeto Nosso Quintal, de Santa Inês, vencedor da premiação em 2014, representado pela professora Edna Lima. “Foi muito satisfatório estar aqui hoje. Nós precisamos difundir as boas idéias que estão sendo desenvolvidas em cada canto do estado. Estas práticas juntas podem ser compartilhadas e melhorar o nosso ambiente de trabalho”, avaliou.

Ainda durante o evento, foram veiculados vídeos de premiados de anos anteriores – os projetos Delegacia Itinerante, de Entre Rios, desenvolvido pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) e vencedor em 2011; Compostagem, de Feira de Santana, realizado pela Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), e Filtro Biológico, de Salvador, de autoria Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), segundo e primeiro lugares em 2016, respectivamente.

Além de idéias reconhecidas pelo Boas Práticas, também foram apresentados os resultados de duas iniciativas estaduais, reconhecidas nacionalmente: o projeto Construção e Desenvolvimento de um Modelo de Organização de Serviços AD HOC, da Secretaria da Saúde (Sesab), e o projeto Sistematização de Ações Sociais no Saneamento Rural, da Conder.

 

945 leituras